Image Alt
  /    /  IMPRENSA | Quinta do Pôpa pioneira na (re)abertura do seu enoturismo

11.05.2021 | Quinta do Pôpa pioneira na (re)abertura do seu enoturismo

 

  • Imersão no Douro dos netos do Pôpa, agora à distância de um clique no endereço digital www.quintadopopa.com

 

É já amanhã, dia 11 de Maio, que a duriense Quinta do Pôpa (re)abre as portas do seu enoturismo, desta feita em dose dupla. Se, para visitas in loco, falamos de uma reabertura, de forma virtual e digital estamos perante uma estreia absoluta e pioneira em Portugal. Os irmãos Vanessa e Stéphane Ferreira têm agora a possibilidade de partilhar o seu domínio à beira do rio Douro plantado, convidando enófilos, turistas e curiosos para uma imersão virtual: vão poder fazer um tour pela adega, sala de cascos e garrafeira, assim como visitar e fazer compras na loja de vinhos, tudo isto à distância de um acesso digital.

 

A partir do mês de Agosto, juntar-se-ão as visitas virtuais às vinhas, acendendo-se através do site ou de um QR Code presente nos novos contra-rótulos dos vinhos da Quinta do Pôpa. Esta é uma iniciativa carregada de dinamismo, reflexo do que são, na essência, os netos do Pôpa e o ciclo da vinha e do vinho: a fim de captar atenção dos visitantes, mais do que uma vez e ao longo do ano, o site e as visitas virtuais vão integrar novidades e atualizações permanentes, com recurso a vídeos, mas também novas informações, relevantes para o visitante, que ao inscrever-se como membro do Pôpafriends Wine & Club – no site da Quinta do Pôpa –, vai receber lembretes dessas mesmas atualizações.

 

Entrar virtualmente na Quinta do Pôpa é uma experiência que não substitui a visita ao vivo e a cores, é claro, mas que ajuda muito, ainda mais nesta fase de pandemia e de distância obrigatória. E há vantagens, desde logo porque a visita pode ser feita a qualquer hora do dia e da noite e é gratuita.

 

O “sítio” digital mantém-se, www.quintadopôpa.com, mas a abertura destas portas virtuais ditou que o website fosse reestruturado, estando ainda mais adaptado aos dias de hoje. Assim, de qualquer parte do mundo, desde que com acesso à internet – via computador, tablet ou telemóvel – e idade legal para o fazer, todos poderão aceder a este pedaço de património mundial. Uma iniciativa desencadeada por Vanessa Ferreira, em conjunto com a sua equipa de enoturismo e digital, que desafiaram as empresas 360 Unit e Pelican Bay, especializadas em plataformas digitais, para desenvolverem este projeto.

 

 

Para Stéphane Ferreira este é mais um passo no caminho de uma oferta integralmente sustentável, que prevê atingir em cinco anos. “Com esta ferramenta vamos poder chegar a mais pessoas, na partilha da nossa história e dos nossos vinhos, sem que tenham que viajar até nós no imediato. A transformação digital desembrenha um papel significativo no desenvolvimento sustentável e tem um enorme potencial para contribuir para a proteção dos ecossistemas e na proximidade das diferentes comunidades”, afirma o co-proprietário da Quinta do Pôpa.

 

Visitas virtuais gratuitas, mas têm apelo de apoio à associação Bagos d’Ouro

Uma iniciativa que dá o pontapé de partida a uma outra parceria, desta feita de cariz social. A Quinta do Pôpa disponibiliza gratuitamente estas visitas virtuais, mas convida a quem quiser ajudar a Bagos d’Ouro, a fazer um donativo, diretamente na conta da associação, que nasceu de um sonho e que apoia a igualdade de oportunidades para as crianças da região do Douro, tendo como mote: “Para que as Grainhas de hoje sejam os Bagos d’Ouro de amanhã.”. Uma premissa que assenta no motto da Quinta do Pôpa, que é resultado do sonho do duriense Pôpa, concretizado pelo seu filho Zeca (do Pôpa) e celebrado pelos seus Netos (do Pôpa).

 

0
0 item
Carrinho
Empty Cart